sábado, 11 de setembro de 2010

'Sou


Hoje eu sou o tempo.
O tempo em mim está.
E esse tempo que hoje eu sou, amanhã já não será.
Será? Não sei. Não há quem saiba, mas assim melhor o é.
O enigma é um aliado, eu sou o enigma, o aliado, eu sou o tempo.
Permito que você também seja, mas te aconselho: use precaução.
Eu sou o tempo, sou flor, sou perfume, sou espinho.
Por mim tudo passa, tudo se renova, eu observo, aprendo, eu vivo.
Eu sou o tempo. Sou o medo.
Tantos medos, pouco tempo.
Sou antítese, encontrada em universo paradoxal.
Sou complexa.
Hoje eu sou o tempo.
O tempo em mim está.

Nenhum comentário:

Postar um comentário