segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

As fases são lindas... Enquanto a Lua está no céu. 

sábado, 23 de janeiro de 2016

Equilíbrio

Anos desaparecida, cá estou eu. E volto com meu  poema autoral favorito.
Espero não sumir novamente, meus amigos. É bom escrever, sobretudo para fantasmas...

Equilíbrio

Embragada, Sedenta
Repleta de palavras cruas
Em meio à timidez, à alma nua
A cabeça assombrada movimenta

Pela fria penumbra, o passo ardente
Sentimento oculto, desvaneio voa
Um caco de vidro, a imagem atordoa
"Estás tu, mulher, de amor abstinente?"

- "Não. Não. Não." - Se engana
Toma mais um gole e anseia
Enche a boca e o olho incendeia
Se move agilmente, num movimento de nirvana

O equilíbrio inconstante
Desajusta a bailarina que chora
Doce, sagaz, sabe se chegada a hora
Com cuidado, esmorece delirante.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Sonhos de uma noite de verão

Há quem diga que todas as noites são de sonhos.

Mas há também quem garanta que nem todas,só as de verão.

No fundo,isto não tem muita importância.

O que interessa mesmo não é a noite em si,são os sonhos.

Sonhos que o homem sonha sempre,em todos os lugares, em todas as épocas do ano,dormindo ou acordado.


William Shakespeare








sexta-feira, 24 de junho de 2011

Metamorfose

Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo

Sobre o que é o amor
Sobre o que eu nem sei quem sou

Se hoje eu sou estrela
Amanhã já se apagou
Se hoje eu te odeio
Amanhã lhe tenho amor

Lhe tenho amor
Lhe tenho horror
Lhe faço amor
Eu sou um ator





domingo, 27 de março de 2011

Vira Lata


Vira lata é uma palavra informal utilizada para designar um estado – o abandono . Um animal nunca nasce vira lata , é o homem que o coloca nesta condição – a de ter que virar latas de lixo, em busca de comida, para sobreviver. Um animal considerado pela cinofilia como sendo “de raça pura”, pode , a qualquer momento, se tornar vira lata. Um animal com pedigree também. Nenhum deles esta a salvo da irresponsabilidade humana.


Essa é a Jolie, "Vira lata" da Thali! :)

sábado, 19 de fevereiro de 2011

8 ou 80

Não sou morna. Ou sou quente, ou sou fria. Não alimento meio amor, se for pra alimentar será por inteiro, me entregarei por inteiro.
Sou feita de e para exageros. Não sei e não quero me contentar com pouco.
Sou sempre muito, sempre plural, até mesmo em solidão.
Minha risada é gargalhada, meu choro é de soluçar.

'Nem sempre ando entre os meus iguais, nem sempre faço coisas legais, me dou bem com os inocentes, mas com os culpados me divirto mais.

Mas, a culpa não é minha de não fazer parte de um mundo totalmente equilibrado.

E para os pessoas desse mundo de normais, a vida é andar em corda bamba... Mas para mim, a corda é arame farpado.


sábado, 12 de fevereiro de 2011

?

"Toda vez que a gente escolhe alguma coisa, várias outras ficam pra trás. E aí bate a dúvida: será que essa cidade, esse emprego, essas roupas são as melhores pra mim? Será que essa história de amor é a minha? Se essas perguntas forem feitas com medo, quem responde é a cabeça. Mas se forem feitas com amor, quem responde é o coração. E o coração nunca se engana."

Aline - 2ª temporada


domingo, 16 de janeiro de 2011

O Teatro, os sentimentos, a saudade.


O Teatro pra mim é uma espécie de Reino Mágico, onde algum encantamento me seduz, me fascina, faz com que quando eu me transforme em uma personagem, eu me sinta a pessoa mais Feliz do mundo.

Nos palcos eu ja fui anjo, demônio, nordestina, romântica, submissa - e "insubmissa" - , zumbi, palhaça, mãe, filha, esposa, amante... já fiz rir e ja fiz chorar - ri e chorei junto também.
Eu costumava dizer que era "Apaixonada por Teatro", mas que paixão tão avassaladora é essa, capaz de sobreviver ao tempo e as mudanças trazidas pelo tempo?


O que sinto não é paixão. É Amor! Paixão passa. Amor fica.

É A M O R . Amor e SAUDADE.



sábado, 1 de janeiro de 2011

Retrospectiva 2010

Aqui me despeço de 2010, me despeço brindando e sorrindo!
Estou a espera de 2011 com os braços abertos, prontos para abraça-lo sem medo!

2010 foi o ano das cores, sabores, amores!

O ano dos mais variados tipos de sentimentos e acontecimentos, experiências inéditas e bem aproveitadas...
Se no dia primeiro de janeiro tivesse me atrevido a escrever um diário, certamente me perderia em páginas cheias de aprendizado, surpresas, superações...
Posso não ter cumprido com todas minhas metas traçadas no fim de 2009, mas vivi e revivi sentimentos tão deliciosos, que não me importo com os planos esquecidos, como me afogar em razão...
Reencontrei amizades antigas que estavam adormecidas, conheci pessoas novas, amigos novos, entendi que não preciso estar todos os dias ao lado de uma pessoa para ela ter seu lugar em meu coração.
Esse ano descobri que sou mais forte do que pensava, que tenho mais medo do que esperava, que tenho mais fé do que imaginava...

Aqui me despeço de 2010, me despeço brindando, sorrindo e cantando...

‘Esse ano eu quero paz pro meu coração, quem quiser ser meu amigo, me dê mão!’


sábado, 27 de novembro de 2010

A procura...

Procuramos tanto por algo que se chama felicidade. E nessa busca não vemos quantas vezes somos felizes. Queremos tanto o impossível que não vemos o quanto as coisas são possíveis. Sonhamos tanto com os melhores momentos, que só o percebemos quando já se foram. O melhor sonho de uma felicidade eterna, é viver um grande momento, com pessoas que sabem viver pequenos instante.





quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Era uma vez ?



Gostaria de começar com “Era uma vez” e encerrar com um Lindo “Felizes para sempre”, mas infelizmente, o que aqui vou contar não é um conto de fadas, tão pouco uma linda crônica para rir. Eis aqui uma história real, um trágico retrato da realidade, portanto, se você é do tipo de pessoa que se esconde em um mundo paralelo, esse definitivamente não é seu lugar.

Até uma certa parte da história da Silvinha poderia sim se enquadrar em um dos contos do Walt Disney, onde uma bela donzela conhece seu príncipe encantado, os dois se apaixonam perdidamente, vivem um amor incrivelmente admirável, se casam, têm 3 filhos e vivem infelizes para sempre. Antes que se apavorem com minha cruel forma de escrever, vou me explicar.
Silvinha e seu marido formaram uma família juntos, dividiram e construíram sua história, foram realmente felizes por um bom tempo, ele trabalhou por uma vida e se aposentou – mesmo assim não parou de trabalhar, uma vez, começou trabalhar em um taxi.

Aí então, as coisas mudaram de repente, em um dia comum como outro qualquer, o esposo dedicado foi trabalhar, porém sem saber que seria a ultima vez. Ao fim do dia de serviço, foi brutalmente assassinado, por dois jovens, viciados em droga, que haviam o abordado para pedir dinheiro.

Situações como essa, me obrigam a repetir o que todos um dia já ouviram de
alguém “Viva cada dia como se fosse o último”…


Temos aqui uma mãe, com três filhos e pouquíssima experiência de vida, uma mulher que durante todo o casamento foi tratada com mimos e mais mimos, onde nunca precisou se esforçar para ter o necessário.

Nos deparamos então com a “Ironia do Destino” (como muitos diriam), descobriu que seu filho tinha o mesmo problema que os assassinos de seu amado, seu filho era viciado em Drogas, talvez, na pior delas, em Crack.

Chegamos no auge da história, essa mãe praticamente sozinha no mundo, conseguiu tirar do sofrimento, uma grande lição de vida!


De princesa passou a ser uma guerreira!

Resolveu estudar o inimigo (as drogas), para então poder vencê-lo. Entrou em uma luta disposta a vencer, mesmo sabendo que essa será uma caminhada longa, exaustiva, eterna...

Nossa guerreira sofreu muito – e ainda sofre- ao ver seu filho em crises, em recaídas, internado, tomando remédios, vivendo em uma busca constante por dias limpos.

Silvia tomou conhecimento de um grupo de Mães que lutavam contra o Crack, e logo começou a participar buscando nas outras companheiras a força que muitas vezes faltava.
Essas mães se uniram de tal maneira, que tornaram a luta realmente efetiva, realizam palestras em escolas , e participam de eventos sempre que possível.


Não posso aqui dizer, que em sua casa as coisas mudaram totalmente, tão pouco posso afirmar que vive Feliz, e tranqüila, pois como já havia dito, sua caminhada será eterna.
Mesmo com tantos motivos para chorar, Silvia segue sorrindo, tem certeza que muitos momentos felizes ainda estão por vir, que hoje é só mais um dia, e que esse dia deve ser vivido como se fosse o ultimo.
Silvia, te desejo Serenidade, Coragem, Sabedoria e Força, principalmente Força!

Essa é uma história verídica.

Observação: Quando Silvia ingressou no grupo das “Mães contra o Crack”, este
era apenas mais uma promessa, onde só se encontravam 20 mães, hoje é uma
realidade que conta com a participação e o apoio de 90 seguidoras.

domingo, 24 de outubro de 2010

Impulso'


'Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma ideia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei.'


domingo, 10 de outubro de 2010

Fragmentos...








'Somente fragmentos de nós um dia alcançarão fragmentos de outros - é esta a verdade do outro e de qualquer um. Nós podemos apenas compartilhar fragmentos acessíveis ao conhecimento. Como a natureza. No mais, é apenas solidão.

sábado, 9 de outubro de 2010

Diário de uma Sãopaulina ♥


Sábado, 09 de outubro de 2010.

Hoje fui ao estádio, sentei junto a torcida tricolor e assisti o jogo do meu São Paulo.
Hilário como cada um de lá se refere ao time como seu, mas é assim que nos sentimos, essa é a intimidade que o time passa para nós torcedores.
Hoje, melhor do que nunca notei como é bom ser Sãopaulina, que delícia que é estar junto àquela torcida tão entusiasmada.
Posso estar rouca, mas estou cheia de emoção. Minha voz pode estar fraca, mas meu coração está forte, muito forte.
Pra muitos uma futilidade, pra outros um esporte, pra mim, uma paixão que move milhares de brasileiros.



Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração
Vamos São Paulo, vamos São Paulo
Vamos ser campeão !

domingo, 3 de outubro de 2010

Infância Roubada


Eis aqui um pedido...
Hoje, apenas hoje, abra seu Coração.
Olhe para o mundo, olhe para as crianças, veja o trabalho infantil e sinta sua inércia.
Quando percorre seu caminho, o que você vê?
Se olhar atentamente pelas ruas, consegue notar crianças sofrendo nas calçadas?
Crianças que não podem ser crianças, crianças que gritam de desespero pelo olhar.
Elas estão imposta a trabalho de qualquer espécie, sem estudos, sem sonhos, sem escolhas.

Todos somos um. Temos que nos unir. Temos que salvar nossas crianças!






Se você conhece crianças que estão expostas a exploração infantil, Denuncie, faça sua parte.

sábado, 11 de setembro de 2010

'Sou


Hoje eu sou o tempo.
O tempo em mim está.
E esse tempo que hoje eu sou, amanhã já não será.
Será? Não sei. Não há quem saiba, mas assim melhor o é.
O enigma é um aliado, eu sou o enigma, o aliado, eu sou o tempo.
Permito que você também seja, mas te aconselho: use precaução.
Eu sou o tempo, sou flor, sou perfume, sou espinho.
Por mim tudo passa, tudo se renova, eu observo, aprendo, eu vivo.
Eu sou o tempo. Sou o medo.
Tantos medos, pouco tempo.
Sou antítese, encontrada em universo paradoxal.
Sou complexa.
Hoje eu sou o tempo.
O tempo em mim está.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

...




'Quero inventar
O meu próprio pecado
Quero morrer
Do meu próprio veneno...'

sábado, 4 de setembro de 2010

Tempo...

TEMPO. Quem nunca teve cobranças, dor, medo, desespero, alegria, todos esses sentimento faz parte da vida. Nossa a Saudade entao é a minha parceira numero um. E o TEMPO, a razão de tudo, faz esses sentimentos, passar, e assim nascerem outros, sempre Nos renovando. O Tempo a vezes nos da cada lição, nos passa cada rasteira e ai la vamos nós esparar por quem? Ele Mesmo o Tempo, para curar toda as feridas, e rezar que a proxima parada seja a alegria, a felicidade. O Tempo é isso o dono da VIDA.

Autor: Reginaldo Souza.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Loucuraa...



'Loucura... o mundo é uma loucura! Afinal quais são as referências que diferem o desvio entre loucura e lucidez?


quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Incerto


INCERTO ♫

Nenhuma certeza
E tamanhã preocupação
O destino me amedronta
Não quero mais viver em vão
Mas quanto mais eu penso
Mais difícil está de controlar
É uma compulsão que me domingo
Tenho tanto medo de errar ...

Não tenha medo garoto,
Não tenha medo meu bem
Que a vida sorri pra você
Se você pra ela também


Dúvidas constantes não pensam em se calar

Tanta gente fala em séculos
E eu só penso no minuto que vem me atormentar

Um dia de cada vez
Assim você tem que seguir
Um dia de cada vez
E aos poucos voltar a sorrir


Não é fácil quando se sabe
A estupidez que cometeu
De todos erros e acertos
Esse foi o que mais me doeu
Viver a passos curtos
Sem pensar no que vai dar

Não tenha medo garoto,
Não tenha medo meu bem
Que a vida sorri pra você
Se você pra ela também


Mais uma composição! ;*